Bateu Bwe
Image default
Especial Mundo

‘Jornal Hoje’ chega aos 50 anos

                                                                                                  Página do telejornal no G1 abre série de especiais e mostra a rotina da apresentadora Maju Coutinho

Há cinco décadas, o ‘Jornal Hoje’ traz as principais notícias do Brasil e do mundo com agilidade e profissionalismo, mas sem perder a leveza e a espontaneidade que se tornaram suas marcas registradas. No ar na metade do dia, teve a responsabilidade de informar, ainda no calor dos acontecimentos, sobre factos históricos como a queda das Torres Gémeas em Nova York, o enterro de Ayrton Senna e os anúncios da escolha de Bento XVI como novo papa e do Rio de Janeiro como sede dos Jogos de 2016. É o telejornal do hoje, do agora. O cinquentenário se completa em 21 de Abril, mas já a partir desta semana, conteúdos especiais no G1 contam essa história, que é lembrada com carinho por quem fez parte dela.

Primeiro apresentador do ‘Jornal Hoje’ Léo Batista ressalta a importância do JH na sua carreira. “Tenho muito orgulho de ter participado da concepção e de ter sido o primeiro apresentador do ‘Jornal Hoje’, ao lado do grande Luis Jatobá. Lembro das reuniões em que definimos o seu formato, diferente dos telejornais da época, a misturar actualidades com serviço, e guardo até hoje algumas das anotações que fiz nessas reuniões”, lembra Léo.

A rotina da actual apresentadora, Maju Coutinho, da chegada à redacção até o fim do expediente, é tema da primeira reportagem especial em texto e vídeo da página de aniversário do ‘Jornal Hoje’ no G1:https://g1.globo.com/jornal-hoje/especial-50-anos/.

Neste sábado, dia 10, Maju e Sandra Annemberg falam sobre coberturas marcantes, as notícias preferidas e suas primeiras lembranças com telespectadoras do JH. “Sinto-me honrada e desafiada por estar à frente do JH no momento em que vivemos esse desastre global provocado pela pandemia. O ‘Jornal Hoje’ completa 50 anos com a nobre missão de bem informar a população diante de um período de medo e incerteza, no qual a disseminação de notícias falsas mostra como o jornalismo profissional é essencial. É um JH cinquentão, mas cheio de energia, que está ligado nos principais acontecimentos do Brasil e do mundo”, diz Maju.

Entre os dias 20 e 22, o próprio JH exibe uma série de reportagens que relembram factos marcantes que aconteceram exactamente no horário ou perto do início do telejornal. “O JH é o jornal do gerúndio, ele vai ao ar quando tudo está acontecer. Por isso é um jornal em que os repórteres entram muito ‘em directo’ para acompanhar a notícia em tempo real. Fico realizada por ter feito parte dessa história. No JH, desenvolvi o meu jeito de apresentar mais conversado, menos formal. Fui aprendendo e construindo meu estilo. É possível demonstrar emoção, ser séria sem ser fechada e dar um sorriso para continuar a levar a vida adiante”, diz Sandra Annenberg, que esteve no comando do Jornal Hoje por 18 anos.

O Jornal Hoje é emitido de segunda ao sábado às 18 horas e 15 minutos, após o “Globo Esporte”, no Globo HD, posição 10 da Zap. Pode ainda aceder aos conteúdos Globo

Foto Divulgação Globo/ Fábio Rocha

Artigos semelhantes

Primeira dama do Lesoto acusada de matar ex-mulher do primeiro – ministro

Ildo Espinha

“Lula da Silva” com medo de voltar a concorrer à presidência do Brasil em 2022

Ildo Espinha

Com 38 votos a favor e 29 contra o “Aborto” foi legalizado na Argentina

Ildo Espinha

Comente

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Saber Mais

Privacidade & Politica de Cookies
Conteúdo protegido