Bateu Bwe
Image default
Especial

Boost é a agência do ano

Agência arrecada 13 prémios no FESTIPUB

Luanda, 04 de Maio de 2021 – A Boost, Agência de Comunicação e Estratégia, acabou de conquistar o Prémio Platina Agência do Ano, num total 13 troféus na 1.ª Edição do Festival de Publicidade FESTIPUB.

Para o Ceo da Boost, Ricardo Sena Lopes, «estamos todos de parabéns: a Boost e os clientes que fazem parte desta equipa vencedora. Mas também toda a publicidade e os publicitários de Angola – o festival foi importante para valorizar e reconhecer todo o nosso bom trabalho. Felicito todos os participantes e a impecável organização do FESTIPUB.»

De realçar que esta é a segunda vez consecutiva que a Boost conquista o prémio Agência do Ano, já que em 2020 a agência ganhou a mesma distinção no festival Prémios Lusófonos de Criatividade, «é o reconhecimento do trabalho consistente que a Boost tem vindo a desenvolver para as marcas e o mercado angolano. Assinala que estamos no bom caminho e é um estímulo para continuarmos a fazer mais e melhor», diz Ricardo Sena Lopes.

Na edição do FESTIBUB 2021, a Boost teve 34 trabalhos na short-list e conquistou 13 prémios:

Prémio Platina Agência do Ano

Ouro Animação/Motion: Kero, Natal 2019

Prata Spot Rádio: Cinemax, Hallowen

Prata Spot Rádio: Unitel, Giga

Prata Jingle: Kero, Clientes com Brilho nos Olhos

Prata Jingle: Unitel, Natal

Prata Design Cartaz/Brochura/Folheto: Axiluanda, A Nossa Cidade Zungueira

Prata Design de Marca/Rebranding: Rebranding Palácio de Ferro

Bronze Filme Publicitário: Unitel, Natal 2019

Bronze Filme Publicitário Low Budget: Sons do Atlântico, Under Water

Bronze Jingle: Unitel, Eu sou Giga

Bronze Spot de Rádio: Unitel Pack 1000, Namorados

Bronze Jingle: Banco Económico Institucional Família

Artigos semelhantes

“Muitas vezes, quando vou actuar, as pessoas olham para mim atentamente e se questionam, mas este é o Cláudio Fenix ou não?”

Bateu Bwe

Dog Murras apresenta projecto social a ministra da Cultura

Bateu Bwe

O “Literata” que doutorou-se em universidade Portuguesa defendendo o “Kuduro”

Ildo Espinha

Comente

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Saber Mais

Privacidade & Politica de Cookies
Conteúdo protegido