Bateu Bwe
Image default
Saúde e Beleza

O câncer da mama é uma das doenças mais preocupantes no mundo, afetando 61,61 por ano, casos novos a cada 100mil mulheres no mundo, de acordo com NCA (Instituto Nacional do Câncer).

A menopausa tardia, a obesidade, e o sendentarismo, são umas das causas do câncer.

A boa notícia é que, quando o câncer é descoberto no começo do desenvolvimento, há 95% de chances de cura. E 80% dos casos são descobertos pelas próprias mulheres, por meio do autoexame das mamas.

O que é câncer da mama?
De acordo com Centro de Referência de Tumores e Mamas A.C. Camargo, o câncer da mama é um crescimento descontrolado de células (células dos lobos, células produtoras de leite, ou dos ductos, por onde é drenado o leite) que adquirem características anormais, causadas por uma ou mais mutações no seu material genético. A doença ocorre quase que exclusivamente em mulheres, mas os homens também podem ter câncer da mama.
O câncer da mama quanto mais cedo é descoberto, pode ser curado, tanto que até agora não se encontra uma cura específica.
A primeira estratégia trata-se do diagnóstico precoce. É quando identificamos algum sinal suspeito de câncer rápido de mama. Esse diagnóstico é realizado em consulta por um médico. Segundo INCA, os sinais identificáveis são:

Qualquer mamário em mulheres com mais 50 anos.
Nódulo mamário em mulheres com mais de 30 anos, que persistem por mais de um ciclo menstrual.

Nódulo mamário de consistência duradoura e fixo ou que vem aumentando de tamanho, em mulheres adultas de qualquer idade.
Descarga papilar sanguinolenta unilateral.

Lesão eczematosa da pele que não responde às manutenções da pele.
Homens com mais de 50 anos com tumoração palpável unilateral.
Presença de linfadenopatia axilar.

Aumento do tamanho da mama com a presença progressiva de sinais de edema, como pele com aspecto de casca de laranja.
Retração na pele da mamãe.

Mudança no formato do mamilo.
A segunda estratégia para identificar precocemente o câncer de mama é a “conscientização da mama”. É uma estratégia de conscientização sobre a importância do diagnóstico para a população feminina, destacando as mudanças das mamas em diferentes momentos do ciclo de vida e os principais suspeitos de câncer.

Nessa estratégia, a orientação é que a mulher observe e palpe suas mamas sempre que se sentir confortável para isso. Ela pode realizar esse autoexame no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano, sem a necessidade de aprender uma técnica específica ou de seguir uma periodicidade fixa. O objectivo principal desse autoexame é valorizar a descoberta casual de pequenas mudanças mamárias.

Quem deve fazer o autoexame da mama??
O autoexame da mama é indicado para todas as mulheres a partir dos 20 anos. Como as mamas podem ficar inchadas antes e durante o período menstrual, a recomendação é fazer o exame 7 dias depois do início do sangramento.

Como fazer o autoexame da mama?
1 – De pé em frente ao espelho observe: o bico dos seios, a superfície e o contorno das mamas.

2 – Ainda em pé em frente ao espelho, levante os braços e observe se esse movimento altera o contorno e a superfície das mamas.

3 – Deitada, com a mão direita apalpe a mama esquerda, fazendo movimentos circulares suaves e apertando levemente com a ponta dos dedos.

4 – Agora, repita o procedimento na outra mama. Deite e exame a mama direita com a mão esquerda.
5 – No banho, com a pele ensaboada, eleve o braço direito e deslize os dedos da mão esquerda suavemente sobre a mama direita estendendo até a axila. Faça o mesmo na mama esquerda.

O rastreamento do câncer da mama?

Além do autoexame, as mulheres acima de 50 anos devem realizar anualmente o exame de mamografia. No entanto, esse exame não se limita a essa idade. Havendo histórico familiar, o procedimento pode ser feito em mulheres mais novas com orientação médica.

Além da mamografia, o médico poderá solicitar um ultrassom das mamas. Esse exame avalia a presença de nódulos que podem ser cistos ou sólidos. É um exame útil também para a avaliação dos nódulos palpáveis em mulheres abaixo de 40 anos e para rastreamento suplementar do câncer de mama em pacientes com mamas densas à mamografia.
O ultrassom é indicado para:
Pacientes jovens que tenham percebido alteração palpável nas mamas;
Pacientes com alterações presentes na mamografia;
Pacientes que possuem histórico familiar de câncer de mama;
Para avaliação pré-cirúrgica para implantar silicone;
Pacientes que não podem realizar exames com radiação ionizante, como gestantes.

Câncer da mama tem cura?
O mais importante é que o câncer de mama pode ser curado. Quanto mais cedo ele for detectado, mais fácil será curá-lo. Se no momento do diagnóstico o tumor tiver menos de 1 centímetro (estágio inicial), as oportunidades de cura chegam a 95%.

Não existe uma receita de bolo no tratamento contra o câncer. Cada paciente é um paciente, ou seja, os exames ou tratamentos usados em uma pessoa podem não ser os mesmos usados para outra.

Gerando a consciência

Bem, se você leu essa matéria até aqui, esperemos que tenha entendido o quão importante é cuidar-se através do autoexame e da consulta médica de rotina para a realização de outros exames, como a mamografia e o ultrassom.

Ame-se! Cuide-se! auto examine-se! Faça isso por você mesma!
Conheça um pouco mais sobre a BV Magazine,
Mantenha-se sempre bem informado assinando gratuitamente nossa newsletter para receber a atualização de conteúdo. E também conheça nossos produtos

Artigos semelhantes

A China começou a construir um hospital para pacientes com coronavírus a tempo record

Ildo Espinha

Covid-19: Estrangeiros sem residência têm de pagar teste em Portugal

Bateu Bwe

Vamos entender mais sobre a Síndrome de Down?

Ildo Espinha

Comente

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Saber Mais

Privacidade & Politica de Cookies
Conteúdo protegido