Bateu Bwe
Image default
Cult & Art

Cacusso da dona Madalena Domingos convida turistas na entrada de Kalandula

A história de que imigrou de Luanba para vender cacusso e caminho de kalandula, Província de Malanje no interior de Angola.

Numa viagem feita pela Bateu Bwé â província do Malanje, a nossa equipa conversou com senhora Madalena Domingos  fazedora de “Teka way” na margem do rio Lucala e revelou que é daí onde saí o sustento de sua família, desde as necessidades primárias até as secundárias.

Vendedora de peixe cacusso frito retirado do rio Lucala Madalena diz que investe 11 mil na compra do produto e consegui ganhar 20 mil de lucro diariamente,

Revelou ainda que os seu melhores clientes são os taxistas, eles aproveitam almoçar e descansar na convidativa sombra que a barraca da dona Madalena oferece.

Dona Madalena de 58 anos, ela que tem a hospitalidade e o carisma como seu agasalho diz que tenciona aumentar alguns produtos comestíveis  de maneiras a satisfaz as necessidades de seus clientes, a mesma ainda diz que os dias que mais têm rendimentos é quarta, quinta e sexta feira.

 Madalena viveu toda sua infância em Luanda, e com o passar do tempo viu-se obrigada a deixar a capital do país (Luanda)  e voltou a sua terra natal Malanje e é aí onde a mesma encontrou a oportunidade de implementar o seu próprio negócio e diz que vale a pena ser financeiramente independente e quando és a sua própria patroa melhor ainda.

Florismaura Tchilandula

Artigos semelhantes

Zeferino Epalanga: Agente da polícia e as suas valéncias no ciclismo nacional

Ildo Espinha

Yuri da Cunha e grupo Sassá Cokwé gravam três temas musicais

Ildo Espinha

Puto Português prepara álbum para próximo ano

Bateu Bwe

Comente

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Saber Mais

Privacidade & Politica de Cookies
Conteúdo protegido