Bateu Bwe
Image default
Mundo

Mestre de xadres angolano Eugénio Campos venceu a Mestra Fide russa, Svetlana Gaserimova

O Mestre Internacional angolano, Eugénio Campos, venceu a Mestra Fide russa, Svetlana Gaserimova, na quinta ronda do Campeonato Mundial de Xadrez da IPCA, que decorre na municipalidade de Ashdod, Israel, somando 4 pontos, quando faltam quatro jornadas por disputar.


Na partida, o MI angolano, de peças brancas, abriu o jogo com o peão do rei para quarta casa, ao que a MF russa respondeu com a defesa Siciliana, um sistema agressivo, que normalmente conduz a uma luta sem compromisso, rareando-se o empate, por conseguinte, estava declarada a guerra.


Eugénio Campos, optou pela variante Rossolimo ao levar o bispo para quinta casa do cavalo do bispo, propondo um jogo posicional em que trocando o bispo pelo cavalo, perde o par de bispos, mas ganha uma melhor estrutura de peões.
Svetlana Gaserimova abriu o fianqueto ao colocar o peão preto na terceira casa do cavalo do rei para colocar o seu bispo.


A transição da abertura para o meio jogo foi normal, com ligeira vantagem para as brancas que tinham as peças mais harmoniosas, além das pretas possuírem um peão debil na segunda casa dama.
Svetlana, consciente da sua posição, tentou partir para um jogo dinâmico, fazendo jus a escola russa, que privilegia os cálculos em detrimento da intuição, fazendo uma ruptura com peão para quarta casa do bispo do rei.


O Mestre angolano, efectuou a troca de peões e de cavalo e colocou a torre na coluna em que se encontrava a torre da adversária, com um peão negro a interpor.
A Mestra russa antecipando o problema que poderia surgir retirou a dama de tal coluna. As brancas ameaçaram a dama negra com o cavalo na quinta casa da dama e as pretas procuraram complicar ao colocar a dama na quinta casa do rei, ameaçando o cavalo.
Sabendo que “peça desprotegida é uma peças perdida”, o MI perseguiu a dama negra com o bispo na terceira casa da dama, fazendo uma pregagem, isto, se a dama move, perde qualidade, torre por bispo.


Svetlana já tinha em mente um lance bomba, contra-atacando com um salto de cavalo para a casa cinco da dama. Porém, violou um princípio básico: “ameaçado não ameaça” e não contou com um lance intermédio de troca de torres forçado, por causa do xeque. Entrou-se numa simplicação com a troca das damas em que no fim, as pretas tinham várias peças ameaçadas. O MI ganhou qualidade e peão e o resto foi questão de técnica, como soe dizer-se.
Svetlana capitulou no vigésimo oitavo movimento.


Noutras partidas de destaque, o líder da prova que já tinha quatro pontos, o Mestre Internacional russo, Andrei Obdchuck, defrontava outro perseguidor, o também Mestre Internacional israelita, Andrei Gurbanov, com 3 pontos.
Ainda com três pontos, defrontavam-se o Mestre Internacional ucraniano, Igor Yarmonov, e o russo Aleksandr Babanov; o Grande Mestre israelita, Yaacov Zilberman, e o Mestre Internacional sérvio, Stanislav Mikheev.
Hoje à tarde, joga-se a sexta jornada, dependendo o emparceiramento dos resultados das partidas que decorrem.

Fonte.MI Eugénio Campos

Artigos semelhantes

Encontradas garrafa usada de proteção em mágia negra usadas nos EUA

Ildo Espinha

Mercado negro vende bebé recém-nascidos até mesmo por R$ 320

Ildo Espinha

Paracetamol deve ser usado com cautela na gestação, alertam pesquisadores

Ildo Espinha

Comente

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Saber Mais

Privacidade & Politica de Cookies
Conteúdo protegido