Bateu Bwe
Image default
Destaque

Angolanos consomem cada vez menos vinho fez saber Frederico Falcão

O presidente da Vini Portugal, Frederico Falcão, disse recentemente em Luanda, a quando de uma entrevista exclusiva ao portal Bateu Bwé, que há uma desaceleração do consumo de vinho em Angola nos últimos 5 anos.

O responsável de uma das maiores agremiações de produtores de vinhos do mundo, avançou que o consumo de vinho em Angola, decresceu na ordem dos 80% nos últimos (5) cinco anos.

“O consumo de vinho em Angola, nos dois últimos anos, caiu e tem vindo a cair nos últimos cinco anos, Angola, há 6 anos consumia cerca de 10 litros percapita por cada pessoa anualmente, neste momento estão em 2 litros.” Declarou.

Além do consumo de vinho, as exportações também, tem seguido o mesmo curso, não só; no mercado angolano, como em todo mundo, todavia Portugal mantém ainda, uma óptima percentagem do mercado.

“As nossas exportações de vinho para Angola, também tem vindo a cair nos últimos anos, aliás, o consumo de vinho tem vindo a cair, não só em Portugal, mas em todos os países. Portugal, mantém nos últimos anos, uma quota de 85% do mercado, em media a cada 10 garrafas, 8/1 são de vinhos portugueses.” Informou Frederico Falcão.

O número um da Vini Portugal, avancou ainda que, a quebra do poder de compra tem influenciado de forma significativa na redução do consumo de vinho, fazendo com que alguns, emigrem para outras bebidas.

“Eu não tenho dados para reforçar a minha opinião, mas estou convencido que, tem haver com as condições económicas, ou seja, uma quebra de poder económico e nós também assistimos nos outros mercados, quando há perda de poder económico, as pessoas refugiam-se noutros tipos de bebidas.” Referiu.

Frederico Falcão, referiu ainda que, o mercado angolana já está a dar bons passos, fruto da recuperação económica do país, no período pós Covid e que se prevê um crescimento acentuado.

“O que estamos assistir este ano, é uma recuperação de mercado, ou seja, de alguma forma, neste pós Covid e também com alguma recuperação da economia angolana; é que os angolanos, estão novamente a consumir mais vinho, e portanto, este ano estamos a crescer muito neste mercado.” Finalizou.

O responsável da Vini Portugal, fez está declaração, a margem de um evento de negócios promovido pela agremiação em Luanda.

Editor: Carlos Pequenino

Artigos semelhantes

Landrick orgulhoso por ter encontrado o músico Parson

Cardoso Lopes

Funcionários públicos e pensionistas são livres de escolher o banco comercial onde queiram abrir conta bancária, diz BNA

Cardoso Lopes

Big Nelo é o artista escolhido para a 3ª edição do projecto retrato

Ildo Espinha

Comente

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Saber Mais

Privacidade & Politica de Cookies
Conteúdo protegido